Os 40 anos de "Unknown Pleasures", o lendário disco do Joy Division


O registro influenciou centenas de grandes bandas, se tornando um dos maiores clássicos da historia do rock

HÁ exatos 40 anos um dos álbuns mais importantes da história era lançado. O Unknown Pleasures, álbum de estreia da banda inglesa de pós-punk Joy Division, foi gravado em abril de 1979 no Strawberry Studios, em Stockport.

A capa foi feita por Peter Saville e Chris Mathan, mas foi Bernard Sumner quem deu a ideia de colocar a figura usada na capa, que nada mais é do que um gráfico do sinal de rádio captado por um radiotelescópio do pulsar PSR B1919+21, a primeira estrela de nêutrons descoberta. A figura da capa também está no selo do LP. Na contracapa do LP, consta a frase "Isto não é um conceito, é um enigma".

Originalmente, não havia indicação dos lados do LP, além disso, os nomes das faixas estão escritos no encarte e não no selo. Na reedição em CD, convencionou-se ser o lado A o que começa com a música Disorder.

O registro influenciou centenas de bandas, se tornando um dos maiores clássicos da historia do rock.


1. "Disorder" 3:32
2. "Day of the Lords" 4:49
3. "Candidate" 3:05
4. "Insight" 4:29
5. "New Dawn Fades" 4:47

Lado B 


1. "She's Lost Control" 3:57
2. "Shadowplay" 3:55
3. "Wilderness" 2:38
4. "Interzone" 2:16
5. "I Remember Nothing" 5:53

Integrantes 


Ian Curtis – vocais e guitarra em "I Remember Nothing"
Bernard Sumner – guitarra e teclados
Peter Hook – baixo e vocais de apoio em "Interzone"
Stephen Morris – bateria e percussão