OBEY!: Na busca de novos caminhos além do limite da identidade musical


Banda fala em entrevista sobre trajetória e sua evolução sonora

Com quase uma década de banda, OBEY! segue em uma evolução sonora contínua, passando por cima das adversidades de se ter banda independente no Brasil e conquistando seu espaço e público. Com uma trajetória que passa por concurso de bandas, reality show em canal fechado e diversos lançamentos, o grupo da continuidade em sua carreira tendo o foco em sua música como a sua maior conquista. 


Continua abaixo da publicidade

A banda busca novos caminhos para fora do limite da identidade musical, deixando de lado a pressão de se comparar com algum grupo ou com antigos sons lançados, tendo apresentado um som certeiro, pensado e profundo, demostrando domínio sobre a música que criam.
OBEY! lançou recentemente o clipe da faixa "Dança", peça audiovisual de completa entrega e que foi muito bem recebida pela mídia especializada.

Conversamos com a banda sobre sua trajetória nesses 8 anos de banda, adversidades de se fazer música no Brasil, processo de criação e planos futuros.


Com 8 anos de estrada quais foram as principais adversidades e conquistas da trajetória da banda? 


OBEY!: Durante quase uma década de existência a gente conseguiu dividir muita coisa boa, fomos finalistas do concurso da Arnette, participamos de reality show no canal Sony chamado Breakout Brasil, tocamos em muitos lugares legais com várias bandas que a gente sempre curtiu ouvir.
Mas a nossa maior conquista são os nossos trabalhos lançados, fizemos tudo até agora de forma independente, tudo que gravamos é parte integral do que somos. Então a cada clipe, a cada música que lançamos estamos sempre muito envolvidos com o trabalho, e é isso que faz o barco andar.
A maior adversidade é o tempo, aquele corre de sempre da cena independente onde você tem que se virar em vários pra galgar seus objetivos. Com quase uma década de existência o principal elemento pra fazer as coisas continuarem andando é foco.
Muita coisa mudou nas nossas vidas, com relação a horários, família, trabalho e todos os acontecimentos pessoais na vida de cada um. Para que as coisas continuem dando certo precisamos estar focados sempre, e além disso acreditar no som e no trabalho que fazemos.
Pois como dito acima essa é nossa maior conquista.


O que mudou na sonoridade do Obey! no decorrer de quase uma década de banda?


OBEY!: Do início da banda até agora a mudança foi grande. Começamos com o som mais próximo de nossas referências da época, que era uma pegada voltada pro post hardcore e pro hardcore mais melódico que havia acabado de passar pelo cenário nacional. Com passar do tempo, depois de várias composições, fomos percebendo que havia uma identidade sendo formada. E cada vez mais fomos ficando íntimos dessa identidade. Agora com essa base formada é chegada a fase em que estamos buscando novos caminhos para fora do limite dessa identidade. É um forma de aprimorar nosso som cada vez mais. A nossa opinião, deixando de lado essa evolução e comparando diretamente os sons antigos e novos, é que houve uma melhora na personalidade, no amadurecimento das letras e melodias. O som está mais certeiro, mais pensado e mais profundo. Cada dia que passa sentimos mais domínio sobre a musica que criamos juntos. 


Continua abaixo da publicidade


Vocês acabaram de lançar o clipe de “Dança”. Como foi o processo de criação e produção? Como se deu a total entrega da banda nessa peça audiovisual?

OBEY!: A gente gosta muito da letra e melodia da Dança, por isso em um primeiro momento a ideia era de fazer um lyric video pra ela pra atrair a atenção pra riqueza dessa musica. Na medida que fomos conversando com o Catatau, produtor do video, abandonamos a ideia do lyric e entramos de cabeça nessa ideia mais clara e essa abordagem frontal do clipe. O que também enfatizou legal o que é dito na musica já que nós integrantes estamos cantando de frente pra câmera, mentalmente a gente acompanha e enfatiza a letra sem fazer o uso das letras na tela. Na gravação o clima era bem tranquilo e tudo fluiu de uma forma bem gostosa. Mesmo os mais tímidos conseguiram se soltar e se entregar pra câmera que encarava a gente bem de perto. O resultado final foi surpreendente e amado por todo mundo. Finalmente saímos da estética do roteiro de videoclipe que estávamos seguindo nos clipes anteriores.

Qual mensagem a banda aborda nessa composição? E qual a importância dessa música ao grupo?


OBEY!: A música "Dança" faz parte do album "Da tempestade ao sol" que foi lançado no final de 2017. Considerada por nós da banda, uma das músicas mais importantes do álbum com um grande significado. A música fala do quanto a auto confiança nos ilumina, nos torna vivos a buscar e alcançar nossos ideais. Dança é uma analogia a real importância de viver o momento e não o "fim". É como de a vida fosse uma música que toca enquanto nós dançamos.


Quais são os próximos planos da banda e por onde vocês pretendem rodar agora? 


OBEY!:
Nesse momento estamos terminando um novo material que estamos preparando para o lançar um ep com 5 faixas. O país passa por um momento tenebroso, temos muita coisa a ser dita, muita coisa pra ser lembrada e valorizada. Esse material vem com tudo e não demora tá na rua pra todo mundo ouvir.

Confira aqui "Dança":