Minerva: As histórias reais que inspiram sua música


Trio conversa sobre composições, influências e planos futuros 



Fortaleza tem sido o berço de excelentes bandas e sem dúvida alguma que o Minerva é um delas. A banda formada por por Leonardo Kenji (Guitarra/Voz), Igor Mustafa (Baixo/Voz) e Eliab Souza (Bateria) se mantém firme ao longo de tantos anos de carreira, contribuindo para o enriquecimento da cena e influenciando bandas da nova safra do pop punk brasileiro.

Continua abaixo da publicidade

O trio que já rodou o país e dividiu palco com nomes consagrados como CPM 22 (SP), Hateen (SP), No Use For a Name (EUA), The Priceduifkes (BEL), The Killjoys (NL), entre outras, apresentam um currículo de shows invejável e pretende não parar tão cedo.

A banda lançou em 2019 o full album “Dissociativo”, que contém 11 faixas e tem como proposito passar uma mensagem positiva, que envolva as pessoas, e leve diversão ao público. Os temas das músicas são variados, mas de forma geral, as composições abordam assuntos do cotidiano, relacionamentos, alegrias e claro, tristezas. As músicas que foram produzidas e gravadas por Kenji (vocal e guitarra), e mixadas e masterizadas pelo produtor norte-americano Bill Henderson, navegam entre o pop punk e pop rock, e demonstram um grande amadurecimento musical em relação aos trabalhos anteriores da banda e nos imergem em mundo de composições que contam histórias.

Continua abaixo da publicidade

O trio segue na promoção do disco lançado e promete clipe novo no fim de ano.
Batemos um papo com a banda entender melhor o universo que forma o Minerva.

Toda banda tem sua influência, assim como o Minerva influencia as novas bandas da safra do pop punk e rock vocês se inspiram em alguma banda?


Minerva: Ao percorrer do tempo a banda foi se influenciando por bandas como Charlie Brown Jr, All Time Low, Blink 182, Greenday.

De ondem vêm esse nome "Minerva"? O que levou a banda a esse nome?

Minerva: Foi inspirada na Deusa Romana “Minerva” Deusa da cultura e da musica.


O último disco lançado "Dissociativo" foi muito bem recebido. Podemos esperar um ep ou full album em breve?

Minerva:
Estamos trabalhando na composição de um full álbum pra lançamento em 2020, estamos em um momento criativo que esta nos rendendo novas composições que com certeza vai nos levar ao lançamento desse novo disco.

Continua abaixo da publicidade

Suas letras passam uma mensagem muito forte, de onde vêm as ideias para as composições? Existe alguma composição que é mais especial para vocês?

Minerva:
As composições são baseadas no que vem acontecendo no nosso meio em geral de sociedade e pessoal, comportamento, conflitos, relacionamentos e sentimentos que hoje notamos que tudo esta muito a flor da pele.

Dança Valentina, fala sobre o posicionamento das mulheres no geral, que todos podem ser o que quiser, sem amarras ou rótulos aonde o principal objetivo e cada um esta bem consigo independente de qualquer coisa.

De quem é a arte da capa do disco "Dissociativo" e porque escolhera esse artista?

Minerva:
Foi feita por um grande amigo nosso, que já acompanha a banda a muito tempo , então a gente ficou bem a vontade para participar do processo criativo com ele, ele se chama João Silva.
 
Como foi o processo de concepção e gravação do clipe de "Dormente"?

Continua abaixo da publicidade
Minerva: Estávamos fazendo uma tour em São Paulo e aproveitamos a passagem pela cidade pra gravar o clipe, convidamos uma amiga nossa Evelin Manoela pra gravar com a gente.

Como anda a agenda de shows e a divulgação do trabalho?


Minerva: Em 2019 rodamos bastante, fizemos shows no Norte, Nordeste Sudeste, fizemos alguns shows com o Hateen que são uma banda grande amiga nossa, foi um ano bem legal ate aqui para a gente em relação aos shows e com o disco.
O que esperam para 2020?

Minerva:
Vamos finalizar 2019 com um lançamento de mais um vídeo clipe e já estamos trabalhando forte nos lançamentos de 2020 que vem com muitas novidades que vamos soltar logo logo.