CITY AND COLOUR LANÇA “STRANGERS”




O single faz parte do próximo disco do artista, que chega ainda neste ano pela Still records 

City and Colour, projeto do aclamado cantor, compositor e artista Dallas Green, lança“Strangers”, o primeiro single oficial do seu 6º e próximo disco, nesta sexta-feira, 21. O álbum sairá ainda neste ano pelo novo selo de Green, Still Records, que faz parte daDine Alone Records.

“‘Strangers’ fala sobre como nunca realmente conhecemos as pessoas”, diz Green. “Você nunca saberá de verdade o que alguém sente ou pensa. Então, temos que apreciar as diferenças. Se fizermos isso, talvez consigamos viver melhor em comunidade.”
Com um riff leve e uma batida memorável, o single se torna mais denso com o pedido de Green no refrão: “Don’t wake me when this is over, just let me drift amidst my dreams.”

“Strangers” é a segunda amostra do muito aguardado novo disco do City and Colour. A primeira, a delicada “Astronaut”, foi lançada no início deste mês e pode ser ouvida / comprada AQUI. Ambas as faixas foram produzidas pelo vencedor de 3 prêmios Grammy Jacquire King (Kings Of Leon, Tom Waits, Modest Mouse, Norah Jones) e masterizadas por Emily Lazar (Beck, Coldplay, Dolly Parton, The Chainsmokers), primeira mulher a ganhar um Grammy por Melhor Engenharia de Som de Álbum (2019).

Como anunciado anteriormente, Green inicia uma turnê por estádios canadenses na cidade de Victoria, no dia 8 de novembro, e a encerra na costa oposta do país, em Halifax, no dia 29 do mesmo mês. Cada ingresso comprado online para os shows no Canadá incluem uma cópia digital ou física do próximo disco. Os compradores receberão instruções por e-mail sobre como pegar este presente. Para os shows de abertura, o City and Colour convidou o cantor e compositor britânico (nascido na Nigéria) Jacob Banks, assinado pela Still Records, e o artista canadense Ben Rogers.

Os shows nos Estados Unidos começam em 9 de outubro e contam com duas noites em Nashville, São Francisco, Los Angeles, Boston e Nova York. Uma noite em cada cidade acontecerá em um teatro com a plateia sentada, com um show intimista de Green apresentando versões acústicas de músicas do seu premiado catálogo - algo que os fãs pedem há anos. A outra noite de cada cidade acontecerá em casas de show de rock, nas quais Green se apresentará com a banda completa. Os shows de abertura ficam por conta de Ben Rogers (nas performances solo) e da cantora e compositora Ruby Waters (ocasiões com banda completa). Com o objetivo de apresentar ao público artistas emergentes nos quais ele realmente acredita, o próprio Green escolheu Rogers e Ruby para a turnê.

O City and Colour se juntou a PLUS1 em todos os shows norte-americanos. USD$1 de cada ingresso vendido no Canadá será doado para a MusiCounts e para a Indspire. USD$1 de cada ingresso vendido nos Estados Unidos será doado para a Crisis Text Line.

Os ingressos para ambas as turnês começaram a ser vendidos no dia 7 de junho. Para mais informações, visite cityandcolour.com



Sobre o City and Colour:


O City and Colour é indiscutivelmente uma das maiores bandas do Canadá. Com cinco discos lançados, Green tem uma série de músicas adoradas por uma legião de fãs ao redor do mundo que acumulam 3 JUNOs, entre os quais estão 2 títulos como Compositor do Ano, além de 3 certificações duplas de platina, uma de platina simples e uma de ouro no Canadá. Além desses prêmios, Green tem cinco discos de platina como integrante do Alexisonfire. O mais recente LP dele, If I Should Go Before Youestreou em primeiro lugar nas paradas do Canadá, sendo o 3º álbum consecutivo do artista a alcançar essa posição.

O disco também teve grande repercussão internacional, alcançando a 16ª posição doBillboard 200 Chart nos Estados Unidos e a 5ª na Austrália, onde Little Hell teve certificação de ouro. Em 2014, Green trabalhou com a superstar Alecia Moore (P!nk) em um novo projeto chamado You+Me. O aclamado primeiro disco do duo, rose ave., estreou na 4ª posição do Top 200 Chart nos Estados Unidos, em 1º lugar no Canadá e em 2º na Austrália, culminando em apresentações inesquecíveis no The Ellen Show e no Jimmy Kimmel Live. Além de ter tido um grande sucesso comercial, If I Should Go Before You recebeu críticas notáveis da mídia internacional.